ANP autoriza uso de diesel com 20% de biodiesel na Olimpíada

08/06/2016
Imagem retirada de http://www.cfn.org.br/index.php/olimpiadas-terao-pracas-com-produtos-da-agricultura-familiar/
Imagem retirada de http://www.cfn.org.br/index.php/olimpiadas-terao-pracas-com-produtos-da-agricultura-familiar/

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou o uso de diesel misturado a 20% de biodiesel nos geradores de energia elétrica durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

A agência reguladora prevê que o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 use em torno de seis milhões de litros do B20 (como é chamada a mistura) entre maio e dezembro deste ano, com pico de uso entre agosto e setembro, para quando estão marcadas as competições internacionais.

O consumo previsto é de cerca de seis milhões litros durante as operações entre os meses de maio e dezembro de 2016. Estima-se que o pico de utilização do óleo diesel B20 em geradores ocorrerá em agosto e setembro, período de competições.

A ANP já autorizou o uso em caráter experimental de teores de biodiesel acima da mistura obrigatória de 8% estabelecida na legislação vigente. Um exemplo foi durante os eventos da conferência ambientalista “Rio + 20”, em 2012, no Rio de Janeiro. À época, o comitê organizador usou quase 1,7 milhão de litros somente com os geradores de energia do evento.

O biodiesel é considerado um combustível renovável por ser biodegradável, não tóxico e praticamente livre de enxofre e aromáticos. Dessa forma, sua queima reduz a emissão de particulados, monóxidos e dióxidos de carbonos, quando comparada a queima do diesel mineral.

Fonte: Portal Brasil, com informações da ANP

Faça um comentário
Imprimir

Avaliar

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Resultado da Avaliação:

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0

Deixe o seu comentário:

Indique a um amigo: